Pesquisar este blog

6 de abril de 2009

Clifford 'Bud' Shank morre, aos 82 anos, nos EUA.

O Saxofonista era uma das grandes lendas do West Coast Jazz ainda vivas.


Clifford "Bud" Shank, flautista e saxofonista, morreu na última quinta-feira (02/04) de falência pulmonar, em sua residência em Tucson, AZ.

Shank era reconhecido por sua variedade de sons e estilos. Tocava seu sax alto de forma vigorosa, mas também sabia soar "suave", como Lester Young, sua principal influência. Transitava entre o mainstream e o moderno, sem nunca perder a qualidade. Prova disso são as suas ótimas colaborações para o grupo POP The Mamas and The Papas e a lendária gravação de Improvisations, com Ravi Shankar.

Bud surgiu nos anos 50, na leva de músicos da Costa-Oste dos EUA, muito influenciada pelo Cool Jazz do trompetista Miles Davis e a leveza do saxofonista Lester Young.

Shank foi um dos primeiros jazzistas americanos a explorar a música brasileira, muito antes do advento da bossa-nova. Em 1953, gravou o álbum Brazilliance, Volumes 1 and 2 ao lado do violonista Laurindo Almeida. Trabalhou também com os brasileiros Sergio Mendes e João Donato, com quem gravou o CD Uma tarde com Bud Shank e João Donato (2007), que logo virou DVD, ambos pela gravadora Biscoito Fino.

Shank estava concentrado com a sua Big Band em San Diego, onde acabara de gravar um novo cd, do qual eu não tenho informações sobre seu lançamento. JM

http://www.budshankalto.com/

Link QuebradoLink Quebrado? Link Sem FotoPost Sem Foto?

Share on :

1 comentários/comente ...:

fabiopires disse...

Uma grande perda para o mundo do Jazz...

 
© Copyright JazzMan! 2011 - Some rights reserved | Powered by Blogger.com.
Template Design by Herdiansyah Hamzah | Published by Borneo Templates and Theme4all