Pesquisar este blog

28 de março de 2010

Bridgestone Music Festival 2010: Ahmad Jamal

Foto: Divulgação

Por Leonardo Alcântara (JazzMan!)

No seu terceiro ano consecutivo, o Bridgestone Musical Festival presenteia os admiradores do jazz com mais uma de suas lendas. Depois das memoráveis apresentações de Jimmy Cobb no ano passado, este ano o festival abre espaço para o aclamado pianista Ahmad Jamal, que trará para São Paulo todo seu refinamento que encanta platéias há anos.

Nascimento

Ahmad Jamal nasceu com o nome de Frederick Russell Jones no dia 2 de julho, de 1930, na cidade de Pittsburgh, Pennsylvania. Resolveu trocar de nome no início dos anos 50, quando se converteu ao Islamismo.

Teve seu primeiro contato com o piano aos três anos de idade. Aos sete, iniciou o ensino formal e, muito precocemente, já dominava o instrumento com apenas 11 anos. Teve uma formação clássica, mas abraçou o jazz, sobretudo pela influência de nomes como Erroll Garner, Art Tatum, Teddy Wilson, Count Basie e Nat King Cole. Depois de terminar o colegial, excursionou com a orquestra de George Hudson, em 1949. Ainda naquele ano, fez parte do grupo de swing Four Strings, liderado pelo violonista Joe Kennedy, onde atuou como pianista e arranjador.

Em 1950, com o fim do Four Strings, Jamal fundou o Three Strings. Depois de algumas mudanças em sua formação, o Three Strings, em 1955, mudou para Ahmad Jamal Trio. No mesmo ano, Jamal gravou os seus primeiros álbuns: “Chamber Music of the New Jazz” e “Ahmad Jamal Trio”.

Influência

Estas primeiras gravações de Jamal, incluindo os seus registros no clube de Pershing, em Chicago, logo chamaram a atenção dos críticos, que se surpreenderam com os novos conceitos rítmicos do pianista. Jamal, que até então era criticado por ser um mero pianista de coquetéis ao reproduzir de maneira delicada e sutil standarts americanos em seus shows, aprimorou a sua técnica e inovou o conceito de silêncio e espaço. Com notas claras, leveza no toque do piano e um fraseado macio, Jamal não demorou muito para se tornar um dos grandes nomes do piano de seu tempo.

Seu estilo não demorou para chamar a atenção de outros artistas, incluindo Miles Davis, que na época elogiou: “Ele me impressionou com seu conceito de espaço, sua leveza de toque, seu comedimento”.

Hoje

Às vésperas de completar 80 anos, Jamal esbanja vitalidade. Seus últimos álbuns “It's Magic” (2008) e “A Quiet Time” (2009) foram aclamados por crítica e público, que o reverencia em várias partes do mundo e se encanta com a sua característica música refinada, elegante e, acima de tudo, apaixonante.

Bridgestone Music Festival 2010

Ahmad Jamal é atração principal do Bridgestone Music Festival, que este ano irá acontecer entre os dias 19 e 22 de maio no Citibank Hall, em São Paulo. Confira no site: http://www.bridgestonemusic.com.br/

YouTube: "Ahmad Jamal Trio - Darn That Dream 1959"


Link QuebradoLink Quebrado? Link Sem FotoPost Sem Foto?

Share on :

1 comentários/comente ...:

Fabio disse...

Execelente Pianista, com uma linha de Jazz dos anos 50, inegualável perante a outros pianistas, peça única do Jazz com estilo bem marcante.
O Rio de Janeiro está na torcida deste mestre vir a pousar no festival de Jazz e Blues de Rio das Ostras.

 
© Copyright JazzMan! 2011 - Some rights reserved | Powered by Blogger.com.
Template Design by Herdiansyah Hamzah | Published by Borneo Templates and Theme4all