Pesquisar este blog

3 de junho de 2010

Rio das Ostras Jazz e Blues Festival: Orquestra Kuarup

A Orquestra Kuarup abre o Festival de Rio das Ostras com experimentos e surpresas

Orquestra Kuarup
Orquestra Kuarup. Foto: Fernanda Melonio

Como já é de praxe, a Orquestra Kuarup foi a atração inicial do Festival de Rio das Ostras. Para quem esperava um simples show de abertura, acabou se surpreendendo com uma orquestra cheia de talento e sentimento musical. O show começou com o som de um inusitado instrumento de sopro: o didgeridoo, usado pelos aborígenes na Austrália e feito de PVC pelo soprista Johnny Batista, que deu ao show um ar experimental e imprevisível.

Regida pelo maestro Nando Carneiro, a Orquestra Kuarup, formada por músicos de várias idades, mostrou originalidade e maturidade para executar grandes clássicos da MPB, apresentando um repertório que reflete a nossa cultura mestiça e plural: samba, baião, bossas, congado e choro fizeram a ponte para um show brasileiríssimo. Entre as músicas, figuraram melodias de compositores como Tom Jobim, João Donato, Dominguinhos, Vinícius de Moraes e Chico Buarque, dentre outros.

Nana Albuquerque. Foto: Cezar Fernandes

Nana Albuquerque

Dentre os muitos integrantes da Orquestra Kuarup, um em especial surpreendeu o público. Em meio a toda a improvisação coletiva, destacou-se a clarinetista Nana Albuquerque, que apesar de ser jovem possui muita presença de palco, autonomia e excelente potência de sopro.

No final do show fui conversar com Nana e me surpreendi com a maneira sensível como esta clarinetista carrega a música. Segundo ela, nao há segredos: “tocar em Rio das Ostras é uma grande responsabilidade, mas tambem é fruto de um trabalho muito sério. A questao é estudar todos os dias e ter muito amor pela música. Sou muito feliz em tocar com Nando Carneiro e ser amiga dele”. JM

Link QuebradoLink Quebrado? Link Sem FotoPost Sem Foto?

Share on :

1 comentários/comente ...:

Cristina Loureiro dos Santos disse...

E é mesmo assim. Nada de amadorismos. Até porque essa responsabilidade de que a artista fala mostra também, para além de um querer ser perfeccionista na sua arte, um respeito enorme pelo público que vai ouvir a sua música.

Muito bom ter uma amostra boa do festival aqui tão longe...

Beijos mil!

 
© Copyright JazzMan! 2011 - Some rights reserved | Powered by Blogger.com.
Template Design by Herdiansyah Hamzah | Published by Borneo Templates and Theme4all