Pesquisar este blog

24 de junho de 2011

Rio das Ostras Jazz & Blues Festival 2011: São João (ou Mardi Gras?) em Rio das Ostras



Bryan Lee arrasando no blues - Foto: Cezar Fernandes

Texto: Nanda Melonio (com a colaboração especial de Ricardo Vital)


Véspera de São João, mas nada de quadrilha, nem de pular a fogueira: apesar do frio marcando presença, a plateia da segunda noite do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival é quem pegou fogo no palco da Costazul.

Mas a festa começou mais cedo, mais precisamente pertinho da hora do almoço, ao som do Maracá no palco da Pça S. Pedro. Mais tarde, Nuno Mindelis levou blues para a Lagoa do Iriry (ainda bem que tem repeteco na Costazul na noite de hoje). Final de tarde, mesmo com o sol encoberto pelas nuvens, José James combinou soul, hip-hop e jazz e surpreendeu o público com sua bela voz de barítono.

A noite de quinta-feira teve início com a apresentação de Ricardo Silveira, que lançou o CD "Até Amanhã", onde reúne suas canções mais conhecidas com novos arranjos. Ricardo participou do álbum "Randy in Brazil", do trompetista Randy Brecker, que ganhou o Grammy 2009 como Melhor Álbum de Jazz Contemporâneo.

Saskia Laroo - Foto: Jorge Ronald

Em seguida, entrou no palco a trompetista Saskia Laroo, também conhecida como "Senhora Miles da Europa". Saskia tem excelente presença de palco e é muito irreverente, o que combinado à beleza e à música de uma das poucas mulheres trompetistas que atua há mais de 30 anos, deixou o público encantado.

A lua já parecia o sorriso do gato de Cheshire (e a repórter que vos fala não usou drogas, a culpa é do quarto minguante) quando o Azymuth começou a tocar ao lado de outro ícone da música instrumental brasileira, Léo Gandelman. Destaque para a bateria de Ivan Mamão Conti, seguramente um dos maiores bateristas vivos do planeta. Mamão transpira sinceridade, humildade e paixão pela música, envolvendo a platéia com seus ritmos, hipnotizando e impressionando o público. De forma consciente ou não, a entrega de Mamão a seu instrumento é captada pelos bem aventurados ouvidos que tenham a alegria de ouvir seu som. E por falar em bateria, outro destaque da noite ficou por conta de um garoto na platéia, de aproximadamente 7 anos, que, com duas "baquetas" improvisadas com garrafas plásticas acompanhava os shows do palco com entusiasmo contagiante, com uma noção ritmica fantástica, sem perder o beat. Quem sabe não o vejamos em cima do palco daqui a alguns anos?

Para encerrar, Bryan Lee e banda fizeram um show pra blueseiro nenhum botar defeito. Lee perdeu completamente a visão aos oito anos de idade, mas certamente se emocionou com muuuuitos gritos do público: Yeah, you're the man, Lee! Eric Clapton tem razão quando diz que o guitarrista é um dos melhores bluesman que ele já ouviu. Lee deixou todos de queixo caído e muuuuitos beads no pescoço, que foram arremessados para o público pela produção, como no Mardi Gras, o carnaval de New Orleans.

Os beads são colares de bolinhas plasticas, confeccionados em diferentes tamanhos e cores brilhantes. Eles são arremessados das sacadas das casas durante a festa, e o objetivo das pessoas é juntar o maior número de colares possível. Parece coisa de criança, mas é bem divertido. No show, a produção arremessou os colares usando também as máscaras típicas do Mardi Gras, nas cores verde (fé), amarelo (poder) e roxo (justiça). Mas, apesar de tanto colorido, fica muito forte a sensação de que a cor preferida de todos nós, efetivamente, é o Blues.


Hey, hey, the blues is alright!


Link QuebradoLink Quebrado? Link Sem FotoPost Sem Foto?
Share on :

2 comentários/comente ...:

Felippe Amorim disse...

Nossa! Que coincidência! Era que quem estava gritando: Yeah! You're the man, Lee! hahahaah Noite Inesquecível! Som de primeira qualidade! E farei o possível pra ir à São Paulo em novembro quando ele voltar. A Saskia também mandou bem, som ótimo. Adoro Misturas, e a banda foi massa! Noite pra contar pros Netos!

Nanda Melonio disse...

Olha só, Felippe! Que coincidência legal! E ele realmente é o cara. Fiquei muito impressionada com o show. Aliás, o festival todo tá com um bom nível de atrações este ano.
Um abração.

 
© Copyright JazzMan! 2011 - Some rights reserved | Powered by Blogger.com.
Template Design by Herdiansyah Hamzah | Published by Borneo Templates and Theme4all