Pesquisar este blog

23 de junho de 2011

Rio das Ostras Jazz & Blues Festival 2011: Uma noite de blues, bossa e rock and roll

Orleans Street Jazz Band - Foto: Jorge Ronald

Texto: Nanda Melonio
Fotos: Jorge Ronald


Como ocorre tradicionalmente, o JazzMan! não poderia deixar de realizar a cobertura do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival 2011. Apesar da ausência do JazzMan, que este ano está em Buenos Aires, não poderíamos deixar de manter nossos leitores a par do evento, que é considerado pela mídia especializada como um dos melhores do gênero no Brasil.

O Festival começou nesta quarta, às 17h, no novo palco da Praça São Pedro, onde se apresentou o Expresso Santiago, grupo formado em 2007 durante a primeira edição do Bohemia Blues Sessions (Nova Friburgo-RJ). Com o resultado surpreendente do evento, o quinteto se fixou, ganhou forma e identidade. Hoje, mais amadurecido, busca a sonoridade exata para que o público receba de forma visceral a verdadeira música dos bons tempos.

Mesmo concorrendo com a final da Libertadores, a primeira noite do Festival conseguiu atrair um bom público para o palco da Costazul, onde se apresentaram Orquestra Kuarup, Orleans Street Jazz Band, Plataforma C e Igor Prado Blues Band.

A Orquestra Kuarup abriu a noite homenageando o aniversariante do dia, o bruxo Hermeto Pascoal. Projeto da Fundação Rio das Ostras de Cultura, a Kuarup é formada por 25 músicos regidos pelo maestro Nando Carneiro e já tem dois CDs gravados. O repertório passou por Tom Jobim, Gilberto Gil e outros clássicos da música popular brasileira.


Sintam-se apresentados ao washboard! - Foto: Jorge Ronald

Em seguida, a Orleans Street Jazz Band trouxe swing para o palco, agitando a platéia com standards em clima de pura descontração e diversão. Um dos destaques da banda foi o curioso instrumento washboard, que chamou a atenção do público com sons produzidos por uma mistura de garras de aço e brinquedo infantil.

No terceiro show uma garoa resolveu dar o ar de sua graça, mas não afastou o público do show da Plataforma C, grupo mineiro cujo repertório abrange das músicas mais significativas da MPB até os clássicos standards não só do jazz como do rock (caso de Eleanor Rigby, dos Beatles).


Igor Prado - Foto: Jorge Ronald
Para encerrar a primeira noite do festival, veio a banda do bluesman Igor Prado, que hoje é considerado pela crítica internacional como um dos maiores nomes da nova geração e também é conhecido por seu estilo peculiar de manusear a guitarra: Igor é canhoto e toca com as cordas do instrumento invertidas.


Link QuebradoLink Quebrado? Link Sem FotoPost Sem Foto?
Share on :

0 comentários/comente ...:

 
© Copyright JazzMan! 2011 - Some rights reserved | Powered by Blogger.com.
Template Design by Herdiansyah Hamzah | Published by Borneo Templates and Theme4all